ROSARIO

31.99°
Minha viagem
Procurar
Começo / Onde ir / Patrimônio / Patrimonio

Monumento Nacional à Bandeira

É a obra mais emblemática de Rosário. Fica a passos do rio e se conecta ao casco histórico mediante a Passagem Juramento, ocupando o lugar onde em 1812 Manuel Belgrano içou por primeira vez a bandeira argentina.

Localizada onde Manuel Belgrano içou a bandeira argentina pela primeira vez em 1812, essa obra de 10.000 metros quadrados, revestida de mármore travertino, representa a Pátria como um navio imaginário que avança ao futuro pelo mar da eternidade. Seus espaços e detalhes relembram momentos chave da história argentina. O projeto é dos arquitetos Ángel Guido e Alejandro Bustillo em parceria com os escultores Alfredo Bigatti e José Fioravanti. Edificado como o primeiro ensaio na América Latina do renascimento da arquitetura monumental, começou a ser construído em 1943 e foi inaugurado em 20 de junho de 1957.

Morada: Santa Fe 581
Web: http://www.monumentoalabandera.gob.ar
Cronograma: Horarios Sala de Honor de las Banderas de América: Lunes 13 a 19 h., martes a viernes 9 a 19 h, sábado y domingo 10 a 17 h. Cripta del Gral. Belgrano Miércoles, jueves y viernes 15 a 19 h. Fin de semana 9 a 13 h y de 15 a 19 h. Ascenso a la Torre Miércoles, jueves y viernes 15 a 19 h. Fines de semana y feriados de 9 a 13 y de 15 a 19 h. Venta de entradas hasta 30 min. antes del cierre.
Entrada: Costo del ascenso $100.- Menores de 5 años y personas con discapacidad, entrada gratuita. Ingreso hasta 10 min. antes del cierre.
ADICIONAR
Minha viagem
COMPARTILHAR
MAPA
Também pode interessar a você
CMD Centro

Na Estação Rosário Central funcionava a...

LEER MÁS
Antiga Estação...

Desenvolvida pelo arquiteto colombiano Laureano Forero, associado ao arquiteto...

LEER MÁS
Casa natal do Che

Esse endereço corresponde a um importante imóvel que pertenceu...

LEER MÁS
Monumento Nacional à...

Localizada onde Manuel Belgrano içou a bandeira argentina pela primeira...

LEER MÁS
Cenotafio a los caídos...

El Cenotafio a los Caídos en Malvinas evoca un espacio de...

LEER MÁS
Whatsapp